contactos

telefone

93 654 87 69

instagram

  • Instagram - Black Circle

facebook

  • Facebook - Black Circle
ECSTATIC DANCE.png

MÓDULO 2 : RELAÇÃO MEDITATIVA

 

VITIMIZAÇÃO | RESPONSABILIDADE

 

De que espaço nos relacionamos? Que poder atribuímos ao outro? Qual a relação entre o nosso bem-estar e as atitudes do outro? Quem é o responsável pelo que sentimos, pela nossa tristeza ou pela nossa felicidade, somos nós ou o outro?

 

 

Muitos de nós crescemos incentivados a criar expectativas em relação aos outros, a dar com a intenção de vir a receber...

 

Existe alguém na nossa vida em relação à qual não tenhamos expectativas? Se reflectirmos num espaço de sinceridade o mais provável é chegarmos à conclusão que não. Não existe!

 

Mas afinal qual é o problema? Não tenho o direito de esperar que as pessoas que escolho para ter perto de mim me completem? Na verdade, poderíamos dizer que ninguém tem o direito de exigir nada de ninguém, mas essa nem é a questão. O facto é que criar expectativas em relação ao outro, significa depositar o nosso poder no em algo externo a nós, e ai, é que a coisa que se complica…

 

 

Dependemos do outro para nos sentirmos completos,  seguros e amados. Dependemos do outro para nos assegurar do nosso valor!

 

 

Nestas sessões queremos explorar em profundidade esta questão, sou uma vítima perante o outro ou assumo a minha responsabilidade em relação àquilo que sinto e ou me faço sentir? Sou uma vítima por ter sido abandonada, ou sou responsável por me colocar nessa situação? Retomar a nossa responsabilidade sobre a nossa vida é resgatar o nosso poder pessoal!

 

Esta parte do programa é uma exploração pelos desafios e potencialidades de crescimento no relacionamento com os outros…

 

 

Desde o medo de não ser aceite e amado, que nos leva a uma posição de subordinação perante o outro, até ao medo de ser sufocado, de perder a nossa liberdade, que nos faz rejeitar, por vezes, aqueles que mais amamos.

 

Nestas sessões queremos explorar todos estes padrões que  impedem de nos relacionarmos num espaço de amor incondicional, onde o dar e o receber acontecem sem qualquer exigência ou esforço.

 

 

O foco destas sessões será, então, explorar a possibilidade de ir:

-Do controlo à liberdade

-Do medo à vulnerabilidade

-Da submissão/abuso de poder ao poder pessoal

 

 

E, finalmente, quando todas as outras questões forem trabalhadas…

- Da superficialidade à verdadeira INTIMIDADE: a abertura para o amor incondicional!